cover art
Rádio Cidade
Alternativa
Aqui é bem melhor!

Post

Em Los Angeles, ritmos de bandas de rock viram quadros em galeria

Os fãs de música estão sempre em busca de maneiras de se conectar com seu artista favorito. Alguns seguem uma banda de cidade em cidade durante as turnês, outros são obcecados pelos discos, vídeos de shows, postagens no Facebook e fotos no Instagram mostrando as apresentações de um músico.

Agora, um número crescente de fãs está descobrindo e colecionando a arte “ritmo na tela”, em que bateristas de algumas bandas famosas – como Guns N’ Roses e Red Hot Chili Peppers – usam a tecnologia LED para transferir para uma tela seu ritmo e seu estilo único de percussão. A SceneFour, empresa de design e branding de Los Angeles, começou com a ideia em 2011. Ela faz parte de um movimento que usa a tecnologia para transformar mídias não visuais em arte visual.

A arte fornece uma “impressão digital musical”, tão original quanto o autógrafo de um artista.

“Cada artista tem sua própria persona, sua maneira de se mover, sua própria estatura física e sua energia própria, portanto tudo isso entra em jogo”, disse Cindy Blackman Santana, uma artista de jazz que também foi baterista de turnê de Lenny Kravitz e de Santana, e uma das bateristas capturadas pela SceneFour.

Então, como a obra é criada? O baterista se senta em um estúdio completamente escuro e usa baquetas com iluminação LED, que brilham de várias maneiras, dependendo do ritmo, da velocidade, da força e do ângulo com que são usadas. O músico usa uma variedade de baquetas iluminadas – semelhante à forma como um pintor usaria pincéis com tinta – para criar um reflexo visual de seu desempenho.

As câmeras, com o obturador aberto, seguem os movimentos. Fotos da luz abstrata são então transferidas para um computador e depois para uma tela usando impressoras Giclee, que produzem impressões de alta qualidade. As peças são nomeadas, assinadas pelo músico e vendidas como obras de edição limitada, com 5 a 100 cópias numeradas. Alguns dos artistas também desenvolvem obras únicas.

“Cada obra resultante é drasticamente diferente porque o estilo e a técnica de cada músico são únicos”, disse Cory Danziger, cofundador da SceneFour em 2004 com o design gráfico Ravi Dosaj.

“A obra de Bill Ward é escura e há uma espécie de elemento de presságio, enquanto Chad Smith dá uma sensação de luz e ar à sua performance. Ele abre os braços e o resultado final dá a ideia de uma borboleta”, disse Danziger. Ward é o baterista do Black Sabbath e Smith, do Red Hot Chili Peppers.

Steven Adler, o baterista original e membro fundador da Guns N’ Roses, gosta da forma como a arte capta seu estilo e personalidade.

“É uma impressão digital musical. Ela mostra a emoção e a paixão de quando libero minha energia, meu amor, meus sentimentos, minha alegria e minha raiva – tudo sai nessa foto”, diz ele.

E as obras agradaram os fãs.

Deixe um comentário